Aprovado meu projeto que disciplina o descarte pilhas, lâmpadas e baterias

Há muito tempo temos aprendido a separar nosso lixo para que seja corretamente reciclado, uma atitude de extrema importância para preservarmos o meio ambiente, garantindo um futuro melhor para as próximas gerações. 

As atitudes ambientalmente corretas devem prevalecer no nosso dia-a-dia e serem pautas educativas continuadas nas escolas, famílias e comunidades. Mas não só isso. As instituições públicas devem fazer seu papel, sobretudo o poder legislativo no sentido de regulamentar essas práticas.

Neste sentido apresentei um projeto que foi aprovado na sessão da última segunda-feira (dia 20/08/18) que regulamenta o descarte de pilhas, lâmpadas e baterias usadas no município. (https://sapl.indaiatuba.sp.leg.br/pysc/download_materia_pysc?cod_materia=MjM1MjA=&texto_original=1) Depois que for sancionado e publicado, os locais onde são comercializadas terão que ter uma identificação como “PONTO DE COLETA” e receber esses produtos de volta para que sejam descartadas de forma correta, sem prejudicar o meio ambiente.

Para que as pilhas e baterias funcionem elas precisam de compostos como chumbo, cádmio e mercúrio, da mesma forma, boa parte das lâmpadas que utilizamos em nosso dia-a-dia possuem esses e outros produtos químicos nocivos ao meio ambiente. Não é diferente com as baterias industriais, presentes ao nosso redor sem que ao menos sejamos capazes de perceber. E o destino de todas elas agora é o mesmo: o descarte adequado, ou seja, o comércio deve encaminhar os refugos a quem os fabricou ou importou. Outra alternativa é repassar esses resíduos para empresas especializadas que procedam à reutilização, reciclagem, tratamento ou destinação final ambientalmente adequada.

Vamos aprender mais esta importante lição para preservar o meio ambiente e continuar a garantir um futuro melhor para todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *