Indaiatuba está virando uma ilha de calor

O Estado de São Paulo mantém apenas 17,5% de sua cobertura vegetal nativa, e em Indaiatuba esse índice é menor: 8,15%.

ILHA DE CALOR

Desde a década de 1960 nossa cidade aumentou em cerca de 2°C suas médias históricas de temperatura, principalmente devido a urbanização e substituição da vegetação nativa por edificações. Árvores foram substituídas por cimento, asfalto, pedra e tijolo e enquanto isso, a população sofre e adoece por causa do calor e da baixa umidade do ar.

Mas neste dia quero, com essas imagens que publico, destacar algumas das MAIS BELAS ESPÉCIMES QUE JÁ TIVEMOS e propor uma reação positiva: que consigamos , de verdade, cumprir o Plano de Arborização Urbana de nossa cidade, que tem como meta, até 2020, plantar 600 árvores por mês para que a área arborizada suba para 20%.

O que cada um de nós pode fazer para atingir essa meta?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *