Alexandre Peres cobra implantação de UTI PEDIÁTRICA em Indaiatuba

pediátricaIndaiatuba precisa de uma UTI PEDIÁTRICA (Unidade de Tratamento Intensivo) para atender pacientes infantis (com idade de 29 dias a 14 ou 18 anos, sendo este limite definido de acordo com as rotinas hospitalares internas).

Neste sentido fiz uma Indicação (0351/2017)  para que o Poder Executivo intervenha para que nossas crianças nesta faixa etária não precisem ser transferidas quando precisarem de atendimento especializado.

Não temos em nossa cidade, na esfera pública, uma UTI pediátrica, com elementos funcionalmente agrupados destinado ao atendimento de pacientes infantis (com idade de 29 dias a 18 anos incompletos em estado graves ou de risco que exijam assistência médica e de enfermagem ininterruptas, além de equipamento e recursos humanos especializados.

Ao pesquisar sobre essa demanda, recebi informações seguras que no HAOC há profissionais qualificados, mas não há infraestrutura (materiais, ambiente específico e equipamentos) para esse público infantil, sendo que as crianças em estado grave ou de risco que precisam de assistência ininterrupta são transferidos para outras unidades, inclusive em outros municípios e alguns jovens (entre 14 e 18 anos) são internados na UTI de adulto (que podem, dependendo da rotina de serviço, ser atendidos nos Serviços de Tratamento Intensivo Adulto ou Pediátrico).

Segundo diretrizes do SUS – Sistema Único de Saúde, hospitais com mais de 100 leitos, dependendo da complexidade e porte, possuem como parâmetro referencial 5% de leitos UTI pediátricos em relação ao total de leitos pediátricos.

Isto posto, apelo para sua sensibilidade como pai e gestor público, no sentido de interferir exaustivamente para que o Serviço de Terapia Intensiva público municipal ora solicitado, seja  inserido em um estabelecimento de saúde público de nosso município, com a devida Habilitação ou Licença de Funcionamento expedida pelo órgão sanitário competente.

Veja indicação na íntegra, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *