Dia Mundial da Água – 22 de março

Hoje, 22 de março, é celebrado o Dia Mundial da Água e nossa cidade não tem muito a comemorar.

Dados da ONU (Organização das Nações Unidas) indicam que uma Bacia Hidrográfica autossustentável deve ter 3500 m3 por habitantes/ano (sendo que uma bacia pobre o índice é de 2.500 m³ / hab.ano e uma bacia crítica 1.500 m³ / hab.ano).

Na Bacia do PCJ, dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, que abastece nossa cidade, o índice é de 1.014 m³ / hab.ano, sendo que na crise de 2014/2015 a vazão chegou a 298 m³ / hab.ano. Para que você tenha uma ideia do que representa essa métrica, no Oriente Médio (região de deserto) o índice é pouco menor, de 292 m³/ hab.ano.

canumãHá solução? Sim. Mas as soluções são complexas e multidisciplinares. Várias ações devem ser feitas em conjunto, mobilizando governos, setor privado e sociedade civil.

De minha parte, como ex-superintendente do SAAE, tenho muito orgulho de dizer que criei a Semana da Água em Indaiatuba, com o objetivo não só de divulgar informações, mas também de conscientizar continuamente nossos munícipes, com objetivo que conheçam nossos recursos e utilizem com moderação. Essa iniciativa está tendo continuidade, principalmente através do SAAE e das Escolas Municipais.

Como vereador, especificamente nesta semana fiz duas ações:

  • Na seção da Câmara Municipal de 20 de março, apresentei a Indicação 031/17 para que nossa cidade implante o projeto “Produtor de Água” da ANA – Agência Nacional de Águas, através de parceria entre a Prefeitura Municipal e órgãos estaduais e federais para captar recursos técnicos e financeiros, visando a redução da erosão e assoreamento dos mananciais nas áreas rurais de Indaiatuba, bem como a proteção e recuperação de nascentes, beneficiando assim os pequenos produtores rurais da região de Itaici e Videiras.
  • Na terça feira, dia 21 de março, promovi uma Ação Educativa na Faculdade Anhanguera Educacional, onde aproximadamente 150 alunos assistiram uma palestra ministrada pelo Dr. Thiago Pietrobon, biólogo do Consórcio PCJ. Participou também desse evento de informação e conscientização o Eng. Mario Borba, que trabalha com sistemas de detecção, correção e prevenção do desperdício de água na rede pública ou privada.

Desta forma, sinto-me integrado, também como cidadão, às diretrizes da ONU, que na data de hoje, 22 de março de 2013, manifestou-se informando que até 2030, a demanda por água no mundo deve aumentar 50% e solicitou medidas integradas de contenção de desperdício e ampliação do reuso.

Todos temos que fazer nossa parte, continuamente. E apenas comemorar efetivamente quando resultados metricamente demonstrados de contenção de desperdício e aumento significativo da utilização de água de reuso forem demonstrados com transparência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *